betafly-color.png

O Poder do exercício do Círculo Dourado

SusanaArbex179

“Vou escrever isso numa folha de papel bem grandona, pregar na minha parede e ficar olhando para ela, porque isso faz diferença.”

Essa foi a frase que eu ouvi hoje de uma cliente quando terminamos de fazer o exercício do Círculo Dourado*, o clássico do Simon Sinek.

Essa profissional, uma executiva craque, com mais de 20 anos de experiência em negócios e marketing, se deu conta de como é mais fácil fazer 10 posicionamentos para produtos do que um para si mesma.

Por que isso acontece?

Porque muitas vezes tudo aquilo que sabemos sobre nós fica um tanto solto na nossa mente. Quase como aquele meme “Vozes da minha cabeça”.

Brincadeiras à parte, dois instrumentos são fundamentais para provocar esta aterrissagem em um posicionamento concreto:

Colocar no papel – com metodologia => o método faz com que você concentre a sua energia de uma maneira produtiva, e não se disperse.

Ter um profissional facilitando => Olhar externo evita que você caia nas armadilhas dos seus próprios vieses, e faz perguntas que te movem além do óbvio.

Por isso essa concretização pode ser tão poderosa.

Dá para fazer sem ajuda? Claro! Sempre vale o exercício de autoconhecimento. Procure pelo Ted “Golden Circle”, é um dos mais assistidos de todos os tempos.

  • Se você nunca ouviu falar deste exercício, fica aqui uma “colinha” rápida.

Simon propõe uma organização de identidade em três dimensões: i) O que você faz ii) como você faz iii) Por que você faz

Experimenta!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + dezenove =